quinta-feira, 9 de maio de 2013

Repensar a vida?


Na semana passada passei por um daqueles sustos a que estão sujeitos todos aqueles que, por um motivo ou por outro, precisam viajar bastante. Uma decolagem abortada no fim da pista de Viracopos quase levou 200 pessoas para a eternidade, entre as quais estava eu. Alguns entraram em pânico, foi um susto geral.

Por isso tudo, acabei perdendo a conexão que me levaria ao destino e voltei para casa. Feliz por estar vivo, mas frustrado por não ter conseguido cumprir o compromisso agendado há meses com o pessoal de Rondônia.

Duas lições me vieram à mente. Compartilho com meus leitores, porque poderão ajudá-los a refletir, como eu, sobre questões importantes da vida. A primeira é que, simplesmente, não temos controle de nada nessa vida. A gente acha, ingênua ou vaidosamente, que cuidamos na nossa agenda, dos nossos compromissos, do nosso planejamento. Quando percebi que iria “furar” com mais de 60 líderes de todo o estado que estavam se dirigindo para Jaru/RO, lembrei-me do texto de Tiago 4:13-15:

Ouçam agora, vocês que dizem: "Hoje ou amanhã iremos para esta ou aquela cidade, passaremos um ano ali, faremos negócios e ganharemos dinheiro". Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa. Ao invés disso, deveriam dizer: "Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo".
Não é porque você está fazendo a obra de Deus que você pode achar que está no controle de alguma coisa. Uma simples neblina (que no meu caso foi literal) pode afetar toda uma programação. Não somos capazes de controlar o tempo, nem o tráfego aéreo, nem o que vai acontecer amanhã. Para dizer a verdade, de uma forma bastante humana, a gente não é capaz de controlar nem o próprio intestino! Se ele resolver funcionar em momento inconveniente, estamos roubados! Nossa vida está nas mãos de Deus. Não nas nossas próprias. Ainda bem.

A lição até aqui já seria suficiente para me envergonhar bastante. Mas quando abri a Bíblia para ler o texto in loco, levei um susto. Veja bem o que diz o versículo seguinte, a respeito dessa idéia tosca de achar que controlamos alguma coisa na vida:

“Agora, porém, vocês se vangloriam das suas pretensões. Toda vanglória como essa é maligna”.
Só isso ou quer mais? Quem acha que controla a vida está agindo com pretensão maligna. Só me restou pedir perdão por agir assim.

A outra lição veio quando uma amiga me perguntou se eu tinha “repensado a vida” durante aqueles segundos e se eu iria mudar alguma coisa em função da experiência. Fiquei surpreso com a minha própria resposta, mas passados alguns dias do ocorrido, creio que respondi o que realmente penso. E a resposta é “não”. Talvez pela primeira vez na curta soma dos meus dias eu pude dizer que, caso tivesse partido para a eternidade, teria seguido feliz por estar fazendo exatamente aquilo que gostaria de fazer até o fim da minha vida: treinar líderes para o Reino de Deus.

Não tenho medo da morte, embora queira ficar vivo o maior tempo que me for concedido. Acima de tudo, tenho medo de viver fazendo aquilo que não seja o propósito de Deus para mim. A vida frustrada é o jeito mais trágico de morrer.

Sou grato a Deus por ter-me dado a nova oportunidade de encontrar Sua vontade e por me dar a cada dia a graça de poder cumpri-la, apesar de mim e todas as minhas falhas e limitações.

9 comentários:

  1. Amei, Marcão! Concordo plenamente!

    ResponderExcluir
  2. Ótima reflexão! O Senhor Deus é quem está no controle de nossas vidas!
    É realmente para se pensar, que não posso garantir nada para um segundo, sequer, adiante do tempo chamado "agora". Aliás, será que o agora existe?

    ResponderExcluir
  3. Que Deus te abençoe Marcos, obrigado por compartilhar isso conozco. Amém!

    ResponderExcluir
  4. Muito obrigado, mais uma vez, por nos fazer refletir sobre nossas mazelas. Ainda bem que podemos aprender com a experiência alheia e não precisamos passar as mesmas situações. Aprendi. Não preciso de avião...Precisamos apenas de Deus.

    ResponderExcluir
  5. EXCELENTE! Pena que as pessoas não estão aí para refletirem.O celular,o tablet,o facebook toma conta 20 horas de suas vidas.E,alguns morrem porque estão dirigindo com o celular ou atravessando a rua.

    ResponderExcluir
  6. Alcilan Gomes da Silva10 de maio de 2013 13:41

    Obrigado Marcos por suas reflexões e por sua vida. Isto tem tudo a ver com a lição que você mesmo preparou para este domingo. Salomão ao analisar a vida (sua e dos outros em geral), chegou ao final a conclusões parecidas, ou seja, além da erronea aparência que controlamos algo, ou que o que fazemos é mais importante, do que qualquer um possa ter feito ou venha a fazer, no final, cedo ou tarde seremos lembrados que a única coisa que importa é fazermos tudo para a glória de Deus, não só as coisas espirituais e sim TUDO, para a glória de Deus. Valeu

    ResponderExcluir
  7. Deus controla não somente o Universo, mas a existência de cada ser que habita nosso planeta.
    Pena que as vezes nos esquecemos disso!

    ResponderExcluir
  8. Entendi bem os negritos e os itálicos, Marcos. Que o Senhor me dê o presente de gravar isso no coração... pra ñ pecar contra Ele por me achar maior.

    Muito obrigada!

    ResponderExcluir
  9. Ótima reflexão meu irmão! Estávamos arrumando as malas para dirigirmos até Jaru, quando o dia amanhecesse quando o Henrik ligou, isto era umas meia noite informando do ocorrido! Levamos um susto, então agradecemos ao Senhor Todo Poderoso por ter guardado sua vida e dos demais. E o Senhor nos concedeu o previlégio de poder compartilhar dos preciosos ensinos ministrados pelo irmão em data remarcada quando estudamos o curso Igreja: Princípios e Propósitos! Temos sidos edificados através de sua vida e mais uma vez este artigo nos leva à refletir que não temos controle de nada e sim Deus é que está soberanamente no controle! Abraços e até a próxima oportunidade.

    ResponderExcluir

Não publicaremos mais comentários anônimos. Favor se identificar.